segunda-feira, 7 de maio de 2012

Palavra do Culto de Ceia. Domingo (06/05/2012) - Ministrada pelo Pastor Gecivaldo


----------------------------------------------------------------------------------------------------------

Texto: João 8:3-11



Esta mulher aqui retratada cometeu um pecado que, na época, era hediondo e de natureza gravíssima. E tudo o que colhemos em certo ponto, no futuro nós colheremos. Ela foi flagrada no momento errado, no lugar errado, fazendo uma coisa... Errada.
A situação errada, ruim, nos expõe. Ela nos denuncia. Quem pratica o mal, mal se torna. A situação daquela mulher estava grave, estava ruim. Foi pega em adultério, em pecado. O que nós praticamos de mal, nos separa de Deus. E a Lei de Moisés dizia que ela deveria ser apedrejada. Ela deveria morrer.
O pecado é uma coisa tão terrível, que não percebemos às vezes que estamos sobrecarregados dela. E então para nós não faz mais diferença morar no céu com Jesus, ou ficar aqui até o fim desta vida; nem mesmo faz diferença dar glória e falar em línguas ou ficar sem orar e enterrar seus dons espirituais. A pessoa não vê mais o que é pecado, não quer mais saber de solução, age indiferentemente, age como se não houvesse peso. Ela fica totalmente anestesiada.
A pessoa pode até tentar se distrair com alguma diversão sem valor desse mundo, mas mesmo assim se sente cansado, pois a distração não é capaz de retirar esse peso. Só Jesus Cristo é capaz de aliviar nosso fardo, substituindo pelo seu jugo que é suave e o seu fardo que é leve.
Quando aquela mulher foi levada a Jesus, ela carregava toda a condenação do mundo, todo jugo, toca calúnia. Mas Jesus disse: “tudo o que o Pai me dá, vem a mim, e o que vem a mim, não lançarei fora de maneira alguma”. E isto é o perdão, o dom de perdoar. Jesus disse à mulher: “vai, e não peques mais”.
Não importa a condenação que o mundo colocou sobre você, a calúnia, o jugo. O que importa é que existe um Deus que te purifica, que te limpa e que te coloca novas vestes, para que ao invés de impureza você venha a ter virtude.
Não deixe o pecado entrar na sua vida para te trazer separação de Deus, calúnias e condenação. Mas deixe a palavra de Deus ser implantada em tua vida, para que você viva sempre ligado em Deus.
Lembremo-nos que Jesus não veio para condenar, mas para nos chamar para o arrependimento. Ele veio para salvar aquilo que se havia perdido.
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário